• Maycon Emerson

Adão: O Menino que foi Humilhado

Você conhece o Adão?


Conhece a sua história de vida?


Sabia que Adão foi humilhado e hoje está recebendo apoio de diversas pessoas, entre elas, do Deputado Eduardo Bolsonaro, que em uma de suas redes sociais disse que apoia o menino e que tentará visita-lo?


Adão é um menino que mora na cidade de Grajaú, no Maranhão. Ele tem 14 anos de idade, e recentemente ficou muito famoso, infelizmente, depois de ser humilhado por alguns jovens, simplesmente pelo fato de ele estar vendendo chup chup, geladinho, gelinho, ou o que quer que seja o nome que você dê aí em sua cidade.


O vídeo de Adão, que chorou enquanto vendia seus geladinhos, provocou uma revolta e uma grande reviravolta na vida dele e de toda sua família.


Depois que a história dele disseminou pelas redes sociais, Adão recebeu a visita dos policiais do Esquadrão da Águia do 37° BPM, e de diversas pessoas da região, que prontamente compraram todos os seus geladinhos. Além disso, essas mesmas pessoas doaram alimentos, roupas e dinheiro para Adão e seus pais, que além do garoto, tem mais 6 filhos.


“Não precisa ter vergonha de trabalhar não. Você é um exemplo pra todo mundo. Todo mundo vai comer agora o “cremosinho” e vamos pagar”, disse um dos policiais que foi até a casa de Adão.


Uma das irmãs de Adão disse a um site que muitas pessoas estão dando muito apoio a ele, e que toda família está muito emocionada!


Entenda o Caso de Adão



Adão - menino que foi humilhado após vender geladinho


O caso de Adão, segundo algumas testemunhas, aconteceu em uma pizzaria, no bairro Canoeiro, cidade de Grajaú, no Maranhão.


O menino estava em uma bicicleta vendendo seus geladinhos com uma caixa de isopor, quando alguns jovens resolveram zombar dele.


Adão chorou enquanto os outros jovens, que teriam até comprado o geladinho, zombaram de sua cara com uma nota de 2 reais na mão.


“Ih, o cara tá chorando!”, diz um dos adolescentes que está filmando Adão.


Após o caso repercutir em praticamente todas as redes sociais, um grupo de policiais foram até a casa de Adão e compraram juntamente com outras pessoas, todos os seus geladinhos.


O pai de um dos garotos que zombou de Adão, entrou em contato com um blog da cidade de Grajaú, e revoltado com a situação, colocou o filho para gravar um vídeo pedindo perdão pelo o ocorrido. Além disso, prometeu leva-lo até a casa de Adão para se redimir da situação.


Pois bem, no último dia 5 de setembro deste ano, o pai juntamente com o filho, foram até a casa de Adão se desculpar pelo fato ocorrido. O pai deste adolescente que humilhou o garoto que vendia geladinho, escreveu uma nota a um site que diz assim:


“Senhores venho pedir desculpas e pedir perdão, pelo erro cometido por meu filho, quando fez o jovem vendedor passar por uma humilhação no vídeo que repercutiu em toda a cidade, os dois tem a mesma idade 14 anos. Não foi essa a educação que ensinei ao meu filho, mas infelizmente isso aconteceu, só tenho a pedir desculpas e perdão para o jovem vendedor e sua família em geral como já fiz. E pedir perdão também a todos os grajauenses pelo ocorrido é inadmissível esse tipo de atitude, humilhar quem está ganhando o seu pão, como pai eu dei a correção ao meu filho e mais uma vez quero me desculpar com todos pelo acontecido”.


Celebridades que Viram o Caso



Celebridade


Uma das pessoas famosas que viu o caso de Adão e resolveu ajuda-lo é o cantor Gustavo Lima. Segundo algumas testemunhas, o cantor quer encontrar o menino, a fim de que possa reformar a sua casa.


“Gente, preciso da ajuda de vocês. Esse garoto foi humilhado por alguns jovens por estar trabalhando vendendo picolé. Posteriormente, dois policiais que aparecem nas fotos foram até a casa do menino (Adão) e compraram todos os picolés dele”, teria dito Gustavo Lima.


Segundo algumas pessoas, o cantor sertanejo pede para que entrem em contato com ele através de e-mail, pois realmente quer ajudar o menino Adão.


Outro famoso que se comoveu com o caso do menino Adão, foi o Deputado Eduardo Bolsonaro (PSL), que em uma live, disse que apoia o garoto e ainda quer visita-lo em breve.


Segue as palavras de Eduardo Bolsonaro: “Continue perseverando e trabalhando. Esses moleques aí são todos vagabundos, tá? Não escuta eles não.” E acrescentou: “Vou tentar dar um pulo aí!”


Em outra publicação, o Deputado disse: “No Brasil, nem todos aprenderam que trabalho é trabalho, indigno é não trabalhar!”


Uma influencer digital, Thayse Teixeira, disse que se compromete a ajudar o garoto Adão doando uma sorveteria a ele e toda a sua família.


Adão agora aproveita dessa oportunidade para fazer divulgação de marcas e serviços nas redes sociais (graças ao número crescente de seguidores que adquiriu após o caso).


Outras pessoas importantes também ficaram de ajudar o menino Adão.


Minha Opinião



Minha opinião


Todo trabalho é digno. Não importa se você vende geladinho ou um carro de luxo.

E se eu pudesse dar um recado a este jovem e a toda sua família, eu diria o seguinte: Não desista. Muitas pessoas irão zombar de você, criticar e até mesmo humilhar. Mas, depois que você estiver lá no topo, com certeza, essas mesmas pessoas vão dar tapinha nas suas costas dizendo que sempre acreditaram em você.


Num dia Adão foi humilhado. Mas, aos poucos, ele está sendo exaltado. Veja quantas pessoas estão ajudando o menino. Veja quantas pessoas se sensibilizaram e foram até a casa dele para comprar todos os seus produtos.


Ele não estava roubando. Ele não estava mendigando. Ele não estava sequer pedindo dinheiro. Ele estava somente trabalhando para ajudar no sustento da casa.


Eu sei que muitos vão dizer que o lugar de uma criança com 14 anos de idade é na escola.


Mas, você concorda comigo, que quando essa mesma criança vê seus pais e irmãos passando necessidade em casa, muitas vezes sem ter o que comer direito, o caminho mais digno é o trabalho.


O trabalho dignifica o homem!


Parabéns ao garoto Adão pela atitude de trabalhar. Ele poderia escolher a vida fácil. Talvez o tráfico, o roubo... Mas não! Ele escolheu o caminho mais justo e também o mais difícil.


Quantos garotos e garotas já devem ter passado por essa situação e a gente nem sequer ficou sabendo. Quantas pessoas que hoje já são adultos, já devem ter passado por isso quando criança. Talvez até você que está lendo este post.


Parabéns aos policiais que se sensibilizaram com o caso do menino Adão e prontamente foram até a sua casa para lhe dar um apoio moral.


Parabéns a todos aqueles, famosos ou não, que se sensibilizaram com o caso e que de alguma forma ou de outra, ajudaram o garoto.


Maycon Emerson – Consultor Empresarial Especialista em Gestão Estratégica de Negócios e Correspondente Internacional da LP Infocus. Autor do blog Motivação em Foco.
116 visualizações0 comentário