• Maycon Emerson

Como Fazer um Planejamento Estratégico Para a Sua Empresa?

Você sabe o que é planejamento estratégico?


Sabe para que ele serve?


Sabia que através dele é possível melhorar a gestão de sua empresa, aumentar a sua lucratividade, diminuir custos desnecessários e ainda aumentar a sua participação de mercado?


Neste post eu vou abordar o tema planejamento estratégico.


Mas, afinal de contas, o que é planejamento estratégico?


Segundo o dicionário do Google, planejar é “elaborar o plano, projetar” ou ainda “organizar plano ou roteiro, programar”.


Já a palavra estratégia se refere a “arte de coordenar ações das forças militares, políticas, econômicas e morais implicadas na condução de um conflito ou na preparação da defesa de uma nação ou comunidade de ações.”


Ou seja, planejamento estratégico pode ser definida, de forma simples, como a arte de elaborar um plano em busca de um objetivo.


Vou ser mais específico.


Você concorda comigo que ter uma estratégia é essencial para nós empreendedores? Afinal de contas, é através de uma boa estratégia que uma empresa consegue se manter no mercado.


Etapas do planejamento estratégico



Planejamento Estratégico

As 5 etapas do planejamento estratégico são:


1 – Análise dos ambientes internos e externos;


2 – Definição dos objetivos (curto, médio e longo prazo);


3 – Definição das estratégias;


4 – Ações a serem tomadas;


5 – Monitorar e revisar os resultados;


Etapa n° 1 do planejamento estratégico: análise dos ambientes internos e externos



Análise SWOT

Ambientes internos e externos são basicamente as forças, fraquezas, oportunidades e ameaças de uma empresa.


Quando nos referimos aos ambientes internos estamos falando dos pontos fortes e fracos de uma organização.


Já quando falamos de ambientes externos, tratamos das oportunidades e ameaças de uma empresa.


Ambiente Interno


Para darmos sequência ao processo de criação de um planejamento estratégico de excelência, é necessário antes desmembrarmos o conceito de ambiente interno.


Ambiente interno são todas as ações que um empresário pode controlar. Vamos a alguns exemplos:


- estilos de gestão;


- mudança de softwares;


- políticas de cargos e salários;


- portfólio de produtos e serviços;


- clima organizacional;


- cultura empresarial;


- política de preços;


- localização dos produtos em uma loja;


- localização da empresa;


- etc.;


Ambiente Externo


Para darmos sequência ao nosso planejamento estratégico, vamos falar agora do ambiente externo. Como dito anteriormente, ambiente externo são as oportunidades e ameaças de uma empresa. Ou seja, tudo aquilo que não está sob controle de uma organização. Exemplos:


- política de juros e impostos;


- legislação trabalhista;


- concorrência;


- preço do Dólar;


- variação dos preços de matérias primas;


- desastres naturais;


- escassez de mão de obra;


- poder aquisitivo e de compra do consumidor;


- política de segurança nacional;


- etc.;


Etapa n° 2 do planejamento estratégico: definição de objetivos



Objetivos

Onde queremos chegar com o nosso planejamento estratégico?


Qual o nosso maior objetivo?


Em quanto tempo devemos alcançar essa meta?


Qual será o investimento?


Essas e outras perguntas deverão ser respondidas a fim de que possamos traçar o objetivo de nosso planejamento estratégico.


Vamos a um exemplo:


- Uma fábrica de chocolates pretende abrir 5 novas filiais em até 10 anos;


- Quanto será o investimento?


- Em quais lugares do país abriremos essas fábricas?


- Quantos funcionários serão contratados?


- Em quanto tempo pretendemos atingir o nosso payback (prazo de retorno sobre o investimento)?


- etc.


Obs.: um bom planejamento estratégico conta com estratégias para curto, médio e longo prazo. Entende-se por curto prazo, estratégias de 1 a 3 anos. Estratégias de médio prazo são aquelas de 3 a 5 anos. Já estratégias de longo prazo, são aquelas acima de 5 anos.


Etapa n° 3 do planejamento estratégico: definição das estratégias



Estratégias

Onde sua empresa quer estar daqui um ano?


Onde você pretende chegar daqui a 5 anos?


O que espera da sua empresa daqui a 10 anos?


A terceira fase do planejamento estratégico consiste em definir quais são as estratégias que devem ser traçadas para se alcançar um determinado objetivo.


No item anterior, damos um exemplo de uma fábrica de chocolates que definiu em seu planejamento estratégico a criação de 5 novas filiais para os próximos 10 anos.

Definido o objetivo de nosso planejamento estratégico, é a hora de mapear como ele será feito.


Imaginemos que essa fábrica terá como investimento total, cerca de 20 milhões de reais.


Imaginemos ainda, que essa mesma fábrica de chocolates vá abrir uma nova filial para cada região do Brasil (Norte, Nordeste, Centro-Oeste, Sudeste e Sul).


A empresa definiu que serão necessários, pelo menos, 10 mil novas contratações de funcionários.


Foi definido ainda, que o payback da empresa será de 4 anos.


Traçado cada detalhe, é a hora de estabelecer como será feito para alcançarmos essas metas.


Como a fábrica de chocolates vai investir 20 milhões de reais em 10 anos?


- Aumentando o faturamento das outras fábricas, em pelo menos, 30%.


De que forma ela vai abrir uma nova filial para cada região do Brasil? Em quais cidades vão ser instaladas essas fábricas?


- Com o dinheiro investido. Vamos abrir uma filial na maior cidade de cada região do país.


Como será feita o processo de processo seletivo para contratação de novos funcionários?


- Contaremos com uma equipe altamente qualificada.


Nessa fase do planejamento estratégico, é imprescindível detalhar o máximo possível cada processo, pois essa é uma das fases mais importantes.


Se um detalhe, por menor que seja, ficar despercebido, ou passar abatido, todo planejamento estratégico pode ficar em risco.


Etapa n° 4 do planejamento estratégico: ações a serem tomadas.



Plano e ação

Essa fase do planejamento estratégico, consiste em colocarmos a mão na massa.


Definido qual será a nossa meta principal, e quais serão nosso objetivos para alcançarmos essa mesma meta, agora é a hora de fazer acontecer.


Hora de tirar do papel e colocar em prática o nosso planejamento estratégico.


Para aumentar o faturamento das demais fábricas de chocolates em pelo menos, 30% ou mais, será necessário o aumento das vendas e diminuição drástica dos nossos gastos.


Para poder abrir uma filial na maior cidade de cada região do país, será necessário contar com parcerias, como por exemplo, de prefeituras, em busca de conseguirmos doação de terrenos, descontos em impostos, etc.


Para contratar uma equipe altamente qualificada, devemos buscar no mercado pessoas experientes, a fim de procurarmos reter os melhores talentos do mercado de trabalho.


Agora, para que nosso planejamento estratégico fique ainda mais eficiente e eficaz, é necessário desmembrar cada meta. Vejamos:


Como a empresa deverá diminuir gastos?


- diminuindo custos desnecessários com RH, com contas a pagar (água, energia elétrica, e outros), gastos com marketing, etc.


Como a empresa deverá fazer parcerias com prefeituras?


- mostrando para seus respectivos prefeitos, que nossa fábrica vai gerar competitividade no mercado, vai trazer abertura de nossos empregos para a cidade, e consequentemente, maior arrecadação de impostos.


Como contar com uma equipe de alta qualidade no mercado?


- contratando pessoas com alta experiência em cada área de atuação.


Etapa n° 5 do planejamento estratégico: monitorar e revisar resultados



Revisão das estratégias

Essa fase do planejamento estratégico, consiste em monitorar, revisar e até melhorar os resultados.


Em nossa empresa fictícia de fabricação de chocolates, foi definido a abertura de novas 5 filiais em 10 anos certo?


Porém, você pode monitorar ano a ano, mês a mês, e até dia a dia, a fim de verificar se aquilo que foi planejado está de acordo com a realidade dos fatos.


Se, em 10 anos a empresa pretende investir 20 milhões de reais, logo para que seu planejamento estratégico seja feita de forma eficaz, será necessário um investimento anual de 2 milhões de reais.


Então, a cada ano, a empresa tem que ter em seu caixa, 2 milhões de reais a mais. Se não tiver, está na hora de monitorar e melhorar os resultados.


Caso você não monitore seus resultados, de nada adianta fazer um planejamento estratégico.

Maycon Emerson – Consultor Empresarial Especialista em Gestão Estratégica de Negócios e Correspondente Internacional da LP Infocus. Autor do blog Motivação em Foco.
9 visualizações0 comentário